Brasil. República Federativa do Brasil

contraste

separador

Registro definitivo

(De posse do diploma, devidamente registrado, o profissional pode obter seu  registro e, para isso, deve comparecer ao Crea munido dos seguintes  documentos)


Conversão de Registro Provisório em Definitivo (apenas para portadores de Carteira Definitiva com Registro Provisório):

Documentação necessária:

A - Requerimento para Registro Profissional – RP (fornecido pelo Crea ou clique aqui para baixar o formulário);

B - Diploma ou certificado original e fotocópia legível (frente e verso), devidamente registrado no órgão competente designado pelo MEC;

C - Carteira(s) do CREA-SP;

D - Demais carteiras referentes a outros registros, emitidas pelo Crea-SP;

E - Comprovante de pagamento de anuidade e taxa.

F - RG ou RNE e CPF, Título de Eleitor e prova de quitação com a justiça eleitoral, prova de quitação com o serviço Militar, comprovante de Residência,  (fotocópias legíveis, frente e verso, apresentadas juntamente com os originais, ou cópias autenticadas);

G - 02 (duas) fotografias atuais, de frente, em cores com fundo branco, nas dimensões 3x4cm, sem data.
 

 

Profissional com Diploma Registrado, portador de Cartão de Registro vencido ou sem registro no Crea-SP.

Documentação necessária:

A - Requerimento para Registro profissional – RRP (fornecido pelo Crea-SP) formulário;

§ OBS.: Caso não exista registro provisório, deve-se entregar histórico escolar com as disciplinas do núcleo comum e profissionalizantes, respectivas notas e cargas horárias. Profissionais de nível superior formados em engenharia elétrica, mecânica ou de agrimensura, além dos formados em outros Estados em qualquer área, deverão, também, apresentar histórico escolar com notas e cargas horárias. Estando os documentos em ordem, o Crea-SP fornecerá a Carteira Profissional, conforme modelo anotado pelo Confea, que, para os efeitos da Lei n. º 5.194/66, substituirá o diploma e terá fé pública, como explicitado no parágrafo 2º do art. 56.

§ É importante destacar que, além dos graduados em cursos superiores, também estão sujeitos ao disciplinamento profissional do sistema Confea/Creas os tecnólogos de nível superior dos cursos de curta duração e os técnicos de nível médio de cursos do 2º grau.

B - Diploma ou certificado original e fotocópia legível (frente e verso), devidamente registrado no órgão competente designado pelo MEC.

obs.: para profissionais de nível técnico de segundo grau, no verso do diploma deverá constar, em carimbo de registro, a data da publicação da lauda do Diário Oficial do Estado de São Paulo ou "GEDAE";

C - Histórico Escolar contendo disciplinas, notas e respectivas cargas horárias.

Obs. No caso de profissionais de nível técnico de segundo grau, o histórico escolar deverá, também conter as disciplinas do núcleo comum e profissionalizantes e respectivas cargas horárias;

D - RG ou RNE e CPF, Título de Eleitor e prova de quitação com a Justiça Eleitoral (quando brasileiro), certificado Militar, comprovante de Residência (fotocópias legíveis, frente e verso, apresentadas juntamente com os originais, ou cópias autenticadas);

E - 02 (duas) fotografias atuais, de frente, em cores com fundo branco, nas dimensões 3x4cm, sem data;

F - Carteiras definitivas, no caso do profissional ser possuidor de outro título registrado no Crea-SP;

G - Cartão de registro provisório vencido, se houver;

H - Os profissionais da área da agronomia – engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, engenheiro agrícola, meteorologista e engenheiro de pesca, formados a partir de 1991, deverão apresentar, além da documentação acima (caso não possuam registro provisório), fotocópias do certificado de participação no curso ce Legislação Profissional;

I - Comprovante do pagamento da anuidade e taxas. 

OBS.: Não poderão requerer registro definitivo da área de agronomia, formados em outros Estados que não possuam registro provisório no Crea de outra região.


 




Crea-SP

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1059

Pinheiros • São Paulo • SP • CEP 01452-920

Atendimento: 0800-17-18-11