Brasil. República Federativa do Brasil
Notícias RSS

contraste

separador

CDER-SP vai encaminhar manifesto ao Banco Central

UNAPP repudia decisão que dispensa peritos na avaliação de imóveis

Na quarta-feira, 9 de outubro, durante a realização do encontro do Colégio de Entidades Regionais de São Paulo – CDER-SP, os presidentes e representantes das entidades de classe que compõem a União das Associações de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da Alta Paulista e Pontal do Paranapanema – UNAPP assinaram um manifesto que será encaminhado ao Banco Central do Brasil em repúdio ao posicionamento daquela autarquia do sistema financeiro nacional quanto à dispensa da contratação de peritos para avaliação de valores de imóveis.

A Resolução nº 4.754 do Banco Central “dispõe sobre as condições gerais e os critérios para contratação de financiamento imobiliário pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil e disciplina o direcionamento dos recursos captados em depósitos de poupança” e prevê que “o modelo e os sistemas internos de gerenciamento de risco e de monitoramento de garantias da instituição sejam capazes de demonstrar que a análise do risco da operação justifica eventual dispensa de visita de inspeção ao imóvel”.

“Vemos essa decisão com apreensão, porque entendemos que a presença do perito é condição mínima para garantia de segurança e habitabilidade, valorização das profissões e defesa da sociedade”, ressaltou o coordenador do CDER-SP, Eng. Mamede Abou Dehn Junior.

Compuseram a mesa diretora de abertura da reunião o presidente do Crea-SP, Eng. Vinicius Marchese Marinelli; o coordenador do CDER-SP e seu adjunto, Eng. Renato Archanjo de Castro; o Coordenador da Câmara Especializada de Geologia e Engenharia de Minas, Geol. Sebastião Gomes de Carvalho; o Superintendente de Colegiados, Eng. Gumercindo Ferreira da Silva; e o Chefe de Gabinete, Eng. Paulo Eduardo de Grava.

No início da reunião, o engenheiro Mamede destacou a realização, no sábado anterior, do encontro anual do Crea-SP Jovem e frisou que “pela primeira vez, as entidades foram responsáveis pela mobilização para as inscrições dos participantes e o evento foi um grande sucesso”.

O publicitário Milton Bernard apresentou o manual de identidade visual preparado pela Agência Idem para o Crea-SP, “com o objetivo de dar mais visibilidade e coerência na maneira como a logomarca é mostrada”.

Segundo Bernard, o manual é “um documento de extrema importância porque estabelece todo o comportamento da logomarca do Crea-SP em diferentes situações” e encerra “o conjunto das representações gráficas de uma marca”.

Considerando que “as pessoas já não se relacionam diretamente com o negócio e sim com a marca”, o publicitário ressaltou que o “fortalecimento da marca altera a percepção da imagem de uma empresa”, frisando que “qualquer processo de mudança de imagem passa por comunicação”.

A sustentabilidade também deu o tom da reunião de outubro, com o lançamento da campanha de compensação ambiental para os eventos realizados pelas entidades de classe, a exemplo do que foi feito em Olímpia e São Pedro.

A apresentação foi conduzida pelo Eng. Agr. Denis Storani (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de São Pedro e Região) com o objetivo de engajar as entidades e estimular sua participação no trabalho de sensibilização e conscientização dos participantes desses eventos.

Na ocasião, o presidente do Crea-SP também procedeu à assinatura de termos de fomentos para colaboração institucional e apoio financeiro para a realização de eventos das entidades, com o objetivo de divulgar a legislação e capacitar e aperfeiçoar tecnicamente os profissionais (na foto abaixo, a assinatura com a entidade de Assis, representada por seu presidente, Eng. Airton Nizoli, coordenador do Comitê de Convênios, Parcerias, Cursos e Palestras do CDER-SP).

Foi apresentada ainda a pesquisa sobre ART realizada na reunião do CDER em São Pedro, no início de setembro, com os presidentes das mais de 186 entidades associadas. A enquete revelou que quase 50% dos municípios exigem ART de projeto e execução, 77% possuem Código de Obras e apenas 11% contam com aprovação on-line de projetos.

A próxima enquete será realizada diretamente com os profissionais sobre ART de execução na aprovação de projetos, objetivando alcançar um universo de 55 mil associados. “Ressalto a importância de que vocês, coordenadores, sejam o vetor dessas iniciativas”, concluiu o coordenador do CDER-SP.

Produzido pelo Departamento de Comunicação do Crea-SP

Reportagem: Jornalista Perácio de Melo – DCOM/SUPGES

Colaboração: Estagiários Ana Soares e Claudio Porto


  • compartilhar
  • Enviar por e-mail
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Linkedin
índice de notícias

Exibir notícias por:

Institucional

Fiscalização

Tecnologia

Clipping










Crea-SP

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1059

Pinheiros • São Paulo • SP • CEP 01452-920

Atendimento: 0800-17-18-11