Brasil. República Federativa do Brasil
Notícias RSS

contraste

separador

Mais de 100 mil ARTs

Crea-SP registrou recorde histórico em agosto

Na contramão da crise econômica que vem atingindo o País, o Crea-SP registrou no último mês de agosto um recorde no recolhimento de Anotações de Responsabilidade Técnica: foram mais de 100 mil ARTs registradas por profissionais e empresas da área tecnológica e lançadas no sistema financeiro do Conselho.

Tal marca só havia sido atingida há exatos sete anos. “Em agosto de 2011, tínhamos uma situação completamente diferente no País, com o mercado da engenharia totalmente aquecido e as oportunidades de trabalho aparecendo em todas as frentes. Além disso, os arquitetos ainda faziam parte do quadro de profissionais registrados no Conselho, o que também refletia no número de ARTs recolhidas”, destaca o Presidente do Crea-SP, Engenheiro Vinicius Marchese Marinelli.

O bom resultado é reflexo da intensificação das atividades de fiscalização levadas a efeito pelo Conselho desde o final de 2016 e a preocupação da atual administração em, por meio de parcerias com outros órgãos, ampliar seu escopo de atuação e promover o aprimoramento técnico dos profissionais registrados realizando fóruns de debate sobre assuntos de interesse da categoria.

A Superintendente de Fiscalização do Conselho, Engenheira Maria Edith dos Santos, ressalta o esforço conjunto para o alcance desses resultados. “Todos têm uma parcela nessa conquista: os agentes fiscais, o corpo administrativo, os gestores e também os inspetores, que têm nos ajudado muito com sua atuação direta nos municípios. O comprometimento dessas pessoas, aliado a um novo formato de fiscalização, realizada também por meio de blitze, com foco em áreas específicas como meio ambiente e hospitais, abrangendo todo o Estado com o mesmo motivador, sem contar a visibilidade trazida pela nova frota de veículos, tudo isso junto levou a esse resultado tão positivo”, diz.

Os números também têm impacto positivo na arrecadação do Conselho. “O aumento na emissão de ARTs faz com que tenhamos um aumento na arrecadação de receitas. Claro que este é um efeito colateral, uma vez que, nesse caso, arrecadar não é o nosso principal objetivo. No entanto, esse aumento de receitas contribui sobremaneira para que os recursos sejam reinvestidos em nossas atividades finalísticas, como, por exemplo, a modernização dos sistemas de fiscalização e da frota de veículos , o que já está contribuindo para aprimorarmos ainda mais as nossas ações”, enfatiza o Superintendente de Gestão e Recursos, Lourival Junior Franklin.

“Embora não seja nossa intenção tornar o Conselho um órgão arrecadador, é inegável que esse bom trabalho desenvolvido pelas nossas equipes tem impacto direto na nossa receita. Além disso, é um indicativo de que os profissionais e as empresas da área tecnológica estão sendo receptivos em relação à nossa política de fiscalização orientativa e vêm colaborando para manter suas atividades técnicas em situação regular junto ao Conselho”, conclui o Engenheiro Vinicius.

Produzido pelo Departamento de Comunicação e Eventos do Crea-SP

Reportagem: Jornalista Perácio de Melo - DCEV/SUPCEV


  • compartilhar
  • Enviar por e-mail
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Orkut
índice de notícias

Exibir notícias por:

Institucional

Fiscalização

Tecnologia

Clipping










Crea-SP

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1059

Pinheiros • São Paulo • SP • CEP 01452-920

Atendimento: 0800-17-18-11