Brasil. República Federativa do Brasil
Notícias RSS

contraste

separador

4 de Julho: Dia Internacional do Cooperativismo

2012 é o Ano Internacional do Cooperativismo

Nesta quarta-feira, 4 de julho, comemora-se o Dia Internacional do Cooperativismo. O conceito surgiu em 21 de dezembro de 1844, quando um grupo de tecelões ingleses se reuniu e fundou uma sociedade. Descobriram que juntos podiam defender seus direitos, já que a união faz a força. Juntos, podiam adquirir produtos e serviços básicos, cultivando o espírito de cooperação, igualdade e solidariedade.

Este movimento cooperativista deu tão certo que atualmente existem milhares de cooperativas dos mais diversos segmentos, como educação, crédito, saúde, reciclagem, agropecuária e habitação.

Para evidenciar o quanto o cooperativismo contribui para o desenvolvimento sustentável das comunidades em que atua, a ONU declarou 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas, e não apenas, o Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos. A intenção da Organização das Nações Unidas, é informar sobre as associações de propriedade coletiva, formadas por pessoas que possuem interesses comuns, que são geridas de forma totalmente democrática, no que diz respeito aos direitos e, também, deveres de cada um dos cooperados, e evidenciar, durante todo o ano, por meio de diversos eventos e iniciativas, o quanto o cooperativismo contribui para o desenvolvimento socioeconômico justo das comunidades em que atua. Isso porque, de acordo com a ONU, entre outros benefícios, o modelo de negócio das cooperativas:

– estimula a geração de empregos;
– contribui para a redução da pobreza e
– promove a integração social.

Com a declaração oficial do Ano Internacional das Cooperativas, a ONU espera, até o final de 2012, incentivar governos de todo o mundo a criar políticas, leis e regulamentações que fomentem a formação, crescimento e estabilidade das cooperativas.

Reciclagem no Brasil 

O país perde cerca de R$ 8 bilhões por ano por deixar de reciclar os resíduos que poderiam ter outro fim, mas que são encaminhados aos aterros e lixões das cidades. Este foi o valor estimado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) por encomenda do Ministério do Meio Ambiente. Ainda assim, o volume do lixo urbano reciclado aumentou nos últimos anos. Segundo o Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), passou de 5 milhões de toneladas em 2003 para 7,1 milhões de toneladas em 2008, o que corresponde a 13% dos resíduos gerados nas cidades. Se considerada apenas a fração seca (plástico, vidro, metais, papel e borracha), o índice de reciclagem subiu de 17% em 2004 para 25% em 2008. O retorno financeiro é visível: o setor já movimenta R$ 12 bilhões por ano.

Com informações da "Tribuna Hoje"



  • compartilhar
  • Enviar por e-mail
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Orkut
índice de notícias

Exibir notícias por:

Institucional

Fiscalização

Tecnologia

Clipping









Exibir notícias por TAG:




Crea-SP

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1059

Pinheiros • São Paulo • SP • CEP 01452-920

Atendimento: 0800-17-18-11