Livros e Publicações

Realismo_e_violencia-CAPA

Realismo e violência na literatura contemporânea: os contos de famílias terrivelmente felizes (2003) de Marçal Aquino

Este livro, fruto da dissertação de mestrado do autor, busca compreender a ficção brasileira contemporânea considerando a história político-social da nação, no período que vai do fim da ditadura militar à sua redemocratização. Assim, Fábio Mendes propõe uma análise crítica dos contos de Famílias terrivelmente felizes, escritos por Marçal Aquino, identificando uma linguagem da violência que perpassa a articulação de temas e motivos, a constituição dos narradores, a caracterização das personagens e a materialidade dos textos. Quanto ao conteúdo, essa violência estaria ajustada às imagens da morte, seja de modo predominante ou incidental, física, psicológica, social e simbólica, traços de uma sociedade brasileira autoritária e matéria-prima da linha de produção do novo realismo. Nestes termos, a ironia aparece como o principal elemento constitutivo das narrativas de Aquino, articulando a violência de modo que o leitor seja atraído para o mundo do texto literário e incorpore sua mensagem, consciente ou inconscientemente, em seu modo de vida.

Cultura Acadêmica: http://www.culturaacademica.com.br/catalogo-detalhe.asp?ctl_id=551