Livros e Publicações

196-CAPA-FAPESP

Pesquisa FAPESP, n.196 (2012)

/

CAPA

Ramificações ancestrais

Divergência de macacos-prego, tão antiga quanto a de seres humanos e chimpanzés, se reflete em ecologia e comportamento

ENTREVISTA

Luiz Rodolpho Raja Gabaglia Travassos: As vitórias do “Doutor calouro”

SEÇÕES

Fotolab

Editorial

Dados

Wiki

Projetos

Boas práticas

Estratégias

Tecnociência

Memória

Arte

Ficção

Resenhas

POLÍTICA C&T

Limites da diferença

Mulheres ampliam espaço na ciência e enfrentam o desafio de equiparar-se aos homens no topo da carreira

Laser sobre os nanotubos

Professor da UFMG recebe prêmio internacional por contribuição em nanociência

CIÊNCIA

Um segundo sol

Astro da constelação do Dragão é cópia quase perfeita do objeto celeste que ilumina a Terra

As rochas vivas de Abrolhos

Costa do Espírito Santo e da Bahia abriga o maior banco de algas calcárias do mundo

As bactérias que comiam pterossauros

Fósseis de microrganismos foram encontrados na crista de réptil voador que viveu há 115 milhões de anos

O exterminador de anfíbios

Tráfico pode espalhar fungo letal para sapos, rãs e pererecas

Entre pioneiros

Luiz Edmundo de Magalhães participou da consolidação da genética no país

Remédio e veneno

Composto usado para tratar câncer danifica células do coração

TECNOLOGIA

Florestas imbatíveis

Suzano investe em energia e produtos para substituir derivados de petróleo

Plástico de açaí

Semente de fruta tropical é matéria-prima para substituir ossos do crânio

Resíduos bem-vindos

Subproduto do biodiesel pode ser usado para suprimir poeira de vagões de minério

Economia de álcool

Motores flex devem reduzir o gasto de etanol

HUMANIDADES

O parto da memória

Criação tardia de uma Comissão da Verdade mostra como o Brasil enfrenta de modo peculiar o legado de violações dos direitos humanos

Uma indústria ‘a media luz’

Cinema argentino optou pela via comercial, ao contrário do Brasil, que se ligou ao Estado e ainda vive na dependência de ajuda oficial

Entre teoremas e estradas de ferro

Debate sobre matemática positivista abriu espaço para a ciência pura no Brasil

Nem só de sexo viviam os libertinos

Análise de obras censuradas do século XVIII sugere que autores se pautavam mais pela razão do que pela devassidão

Edição Completa: http://revistapesquisa.fapesp.br/revista/ver-edicao-editorias/?e=196