Livros e Publicações

etanol

Etanol e Biodiesel

Foi no século passado que começamos a perceber os impactos negativos da queima de combustíveis fósseis sobre os ecossistemas globais, com as alterações climáticas promovidas pelo aumento da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera. Tão logo percebemos esses efeitos negativos da dependência dos combustíveis fósseis utilizados em nosso modelo de desenvolvimento econômico, já tivemos que buscar soluções para minimizar tais impactos; e foi nesse contexto que emergiram os biocombustíveis.

No Brasil, o etanol surgiu como um subproduto da fabricação do açúcar, na forma de cachaça. Foi com o tempo e com a criatividade peculiar dos brasileiros que seu potencial combustível foi descoberto e explorado, sobretudo após o desenvolvimento de motores adaptados para seu uso. Foram necessárias políticas públicas e trabalho conjunto de governantes, cientistas e do setor sucroenergético para que o etanol atingisse o grau de sucesso que tem hoje, sobretudo no Estado de São Paulo. A participação dos órgãos ambientais nesta tarefa foi fundamental para disciplinar a expansão do cultivo da cana-de-açúcar e o uso sustentável dos recursos naturais.