Links

Arquivo Público do Estado de São Paulo

O acervo permanente inclui ampla variedade de documentos oficiais da administração pública estadual, além de fotografias, ilustrações, caricaturas, mapas, jornais e revistas.







Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações

O Ibict coordena o projeto da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), que integra os sistemas de informação de teses e dissertações existentes nas instituições de ensino e pesquisa brasileiras, e também estimula o registro e a publicação de teses e dissertações em meio eletrônico. Este projeto − iniciativa inovadora do IBICT, em parceria com as instituições brasileiras de ensino e pesquisa − possibilita que a comunidade brasileira de C&T publique suas teses e dissertações produzidas no país e no exterior, dando maior visibilidade a produção científica nacional.







Biblioteca Digital da UNICAMP

A nova versão da Biblioteca Digital da Unicamp é resultado da segunda etapa de um Projeto que sempre se propôs a disponibilizar o conhecimento gerado na Universidade de forma rápida e sem fronteiras, ofertando conteúdo de milhões de páginas às comunidades nacional e internacional.

Esta nova versão apresenta inúmeras opçóes de interatividade aos usuários, abrindo novas perspectivas de acesso, de forma ágil e rápida, principalmente a autores e orientadores das dissertações de mestrado e teses de doutorado, de qualquer ponto do planeta a partir da navegaçõo no site da Biblioteca Digital da Unicamp.

 







Biblioteca Digital de Obras Raras

A Biblioteca Digital de Obras Raras e Especiais da USP torna disponível para pesquisadores e público em geral o conteúdo integral de títulos existentes nas diversas Bibliotecas da Universidade. Inicialmente, foram selecionados 38 livros em várias áreas do conhecimento, obedecendo aos critérios de antiguidade, valor histórico e inexistência de novas impressões ou edições do título. Este núcleo foi digitalizado integralmente e está disponível para consulta ou impressão para uso não comercial. Os demais volumes, num total de 1224 títulos (1983 exemplares), 236 tiveram apenas as capas digitalizadas. Em 2004, 4 novos livros digitalizados foram adicionados ao acervo inicial.







Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade de São Paulo foi criada para disponibilizar na Internet o conhecimento produzido pelos trabalhos defendidos na Universidade de São Paulo, permitindo que as comunidades brasileira e internacional possam ter em mãos a versão digital completa das teses e dissertações.







Biblioteca Digital Mundial

A Biblioteca Digital Mundial possibilita descobrir, estudar e desfrutar de tesouros culturais de todo o mundo em um único lugar, de diversas formas. Estes tesouros culturais incluem – mas não estão limitados a – manuscritos, mapas, livros raros, partituras, gravações, filmes, gravuras, fotografias e desenhos arquitetônicos.

Os ítens da Biblioteca Digital Mundial podem ser facilmente pesquisados por lugar, período, tema, tipo de item e instituição contribuinte, ou podem ser localizados por uma pesquisa aberta, em vários idiomas. Características especiais incluem agrupamentos geográficos interativos, cronologia, sistema avançado de visualização de imagens, além de capacidades interpretativas. Descrições relacionadas aos ítens e entrevistas com curadores sobre os ítens apresentados fornecem informações adicionais.








Biblioteca do Congresso Americano (Library of Congress)

Considerada a maior e uma das melhores bibliotecas do mundo, é referência internacional, com conteúdos trabalhados e relacionados a diversas áreas do conhecimento.







Biblioteca Nacional Digital Brasil







Biblioteca Virtual de Inovação Tecnológica

A Biblioteca Virtual de Inovação Tecnológica é resultado de uma ação conjunta envolvendo a FINEP e o Programa IBICT/CNPq. Reúne de forma estruturada e seletiva, sites brasileiros e estrangeiros contendo informações relevantes sobreinovação tecnológica, em seus múltiplos aspectos.

 







Brasiliana USP

Acessível ao público desde junho de 2009, a Brasiliana USP tem como meta oferecer para a pesquisa a maior Brasiliana custodiada por uma instituição de ensino em escala mundial, tornando-a disponível em linha na rede mundial de computadores (Internet). O Projeto Brasiliana USP implica, portanto, a permanente interface entre as atividades fins da USP – formação de quadros, pesquisa e divulgação de resultados – articulados por um vetor estratégico de alcance nacional. Com forte apoio da Fapesp, do Ministério da Cultura, da Petrobras e do BNDES, o Laboratório da Brasiliana USP tornou-se referência nacional no campo da digitalização de acervos, destacando-se no compartilhamento de tecnologia e inovação com outras instituições no Brasil.







CIEE

Coleção CIEE é composta por livretos que reproduzem os desdobramentos dos encontros promovidos pelo CIEE para debater temas relativos à sociedade brasileira.

Coleção CIEE conta com participação de especialistas, gestores de empresas, instituições de ensino e autoridades governamentais.

 







Diário Oficial







Domínio Público

O “Portal Domínio Público”, lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras), propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores – Internet – uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral.

Este portal constitui-se em um ambiente virtual que permite a coleta, a integração, a preservação e o compartilhamento de conhecimentos, sendo seu principal objetivo o de promover o amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas (na forma de textos, sons, imagens e vídeos), já em domínio público ou que tenham a sua divulgação devidamente autorizada, que constituem o patrimônio cultural brasileiro e universal.

 







Folha de São Paulo – Acervo Folha

A coleção de jornais que a Folha passa a dispor na internet é uma fonte histórica inestimável que abrange 90 anos de exemplares publicados sobre o país e o mundo. São séries completas de três títulos: “Folha da Noite”, o diário vespertino original, de 1921; “Folha da Manhã”, edição matutina criada em 1925; e “Folha de S.Paulo”, que resultou da fusão, desde 1º de janeiro de 1960, desses dois diários e da “Folha da Tarde” (1949-1959).







Fundação Biblioteca Nacional

A Biblioteca Nacional do Brasil, considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, é também a maior biblioteca da América Latina.
O núcleo original de seu poderoso acervo calculado hoje em cerca de nove milhões de itens é a antiga livraria de D. José organizada sob a inspiração de Diogo Barbosa Machado, Abade de Santo Adrião de Sever, para substituir a Livraria Real, cuja origem remontava às coleções de livros de D. João I e de seu filho D. Duarte, e que foi consumida pelo incêndio que se seguiu ao terremoto de Lisboa de 1º de novembro de 1755.
Sob o novo estatuto de Fundação, a Biblioteca Nacional ampliou seu campo de atuação, passando a coordenar as estratégias fundamentais para o entrelaçamento de três dos mais importantes alicerces da cultura brasileira: biblioteca, livro e leitura. Assim a instituição coordena o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas e a política de incentivo à leitura através do Proler.







Gibiteca Henfil

Há 20 anos foi inaugurada a Gibiteca Henfil, primeira gibiteca dentro de uma instituição pública. Instalada inicialmente na Biblioteca Infanto-Juvenil Viriato Corrêa, veio para o Centro Cultural São Paulo em 1999 para integrar o acervo bibliográfico da Biblioteca Sérgio Milliet. O acervo da gibiteca é formado de coleções de álbuns de HQ do mundo inteiro, de revistas doadas por editoras nacionais e por doações de colecionadores particulares. Hoje a Gibiteca Henfil consta com mais de 10 mil títulos o que a torna a maior instituição do gênero em todo o Brasil.







Imprensa Oficial do Estado de São Paulo







Portal .periodicos. CAPES

O Portal de Periódicos, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional. Ele conta com um acervo de mais de 30 mil títulos com texto completo, 130 bases referenciais, dez bases dedicadas exclusivamente a patentes, além de livros, enciclopédias e obras de referência, normas técnicas, estatísticas e conteúdo audiovisual.

O Portal de Periódicos foi criado tendo em vista o déficit de acesso das bibliotecas brasileiras à informação científica internacional, dentro da perspectiva de que seria demasiadamente caro atualizar esse acervo com a compra de periódicos impressos para cada uma das universidades do sistema superior de ensino federal. Foi desenvolvido ainda com o objetivo de reduzir os desnivelamentos regionais no acesso a essa informação no Brasil. Ele é considerado um modelo de consórcio de bibliotecas único no mundo, pois é inteiramente financiado pelo governo brasileiro. É também a iniciativa do gênero com a maior capilaridade no planeta, cobrindo todo o território nacional.







Prossiga – Bibliotecas Virtuais Temáticas

As Bibliotecas Virtuais Temáticas são coleções referenciais que reúnem e organizam informações, presentes na Internet, sobre determinadas áreas do conhecimento. Elas são desenvolvidas por meio da parceria do IBICT com Instituições que desejam organizar e difundir seus conteúdos temáticos no ambiente / web / .







Revista Online do Arquivo Público do Estado de São Paulo







Scientific Electronic Library Online

SciELO – Scientific Electronic Library Online (Biblioteca Científica Eletrônica em Linha) é um modelo para a publicação eletrônica cooperativa de periódicos científicos na Internet. Especialmente desenvolvido para responder às necessidades da comunicação científica nos países em desenvolvimento e particularmente na América Latina e Caribe, o modelo proporciona uma solução eficiente para assegurar a visibilidade e o acesso universal a sua literatura científica, contribuindo para a superação do fenômeno conhecido como ‘ciência perdida’. O Modelo SciELO contém ainda procedimentos integrados para medir o uso e o impacto dos periódicos científicos.







Veja Acervo Digital