Seja bem vindo à Sala de Leitura do CREA-SP!

A Biblioteca Digital é uma criação do CREA-SP. Como ponto de destaque, nossa Biblioteca abre um espaço próprio para armazenar e gerenciar Teses, Dissertações e Artigos Técnicos. Disponibilizamos atualmente mais de 3.400 itens entre Livros e Periódicos Digitais, que podem ser consultados e Links para outras Bibliotecas, colocando o usuário em contato com o que há de mais atual na área Tecnológica.

A ferramenta é dinâmica. Mais uma prestação de serviço do Conselho.

 

 

 

Sugestões de Leitura
e Notícias

09/12

Cartilha de Acessibilidade

Com esta cartilha, a Comissão Permanente de Acessibilidade – CPA do Crea-SP pretende oferecer aos profissionais do nosso Sistema, usuários e público em geral, de forma simples e prática, uma orientação para a execução correta dos dispositivos de acesso para pessoas portadoras de necessidades especiais. http://www.creasp.org.br/arquivos/acessibilidade_2019.pdf

08/12

LEONARDO DA VINCI – 500 ANOS DE UM GÊNIO

O MIS Experience – criado pelo Governo do Estado de São Paulo e pelo Museu da Imagem e do Som, em parceria com a TV Cultura – será aberto ao público a partir do dia 02 de novembro, com a exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio. Uma experiência … Leia Mais

Câmaras e GTs


folder_pragas-capa

Controle de Pragas Urbanas

O Controle de Pragas Urbanas se caracteriza por dois importantes aspectos: em primeiro lugar, trata-se de uma questão de saúde pública, uma vez que as pragas são vetores de inúmeras doenças; e, em segundo, tem seu valor econômico, porque é por meio deste serviço que setores fundamentais podem garantir a … Leia Mais

Teses e Artigos


COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO AMBIENTAL DE FERTILIZANTES NITROGENADOS PRODUZIDOS NO BRASIL

A técnica de Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) foi aplicada para realizar uma comparação ambiental entre fertilizantes nitrogenados, nitrato de amônio e uréia produzidos no Brasil. Para realizar a comparação foi definida a produção de 1 tonelada de N, o que corresponde a 2,941 toneladas de nitrato de amônio (com 34% N) e 2,17 toneladas de uréia (com 46% N). No que diz respeito aos sistemas de produto a abordagem “do berço ao portão” foi utilizada em todos os casos. A principal emissão atmosférica e o principal efluente líquido foram, respectivamente, o dióxido de carbono e os compostos de nitrogênio para os dois sistemas de produtos. A fim de executar a fase de avaliação de impactos do ciclo de vida, as seguintes categorias de impacto foram selecionadas: depleção de recursos energéticos, potencial de aquecimento global, potencial de eutrofização, potencial de toxicidade humana, potencial de acidificação, e potencial de oxidação fotoquímica. O desenvolvimento desta fase foi realizado utilizando o método CML 2 baseline 2000. A avaliação de impactos foi limitada às etapas de seleção, classificação e caracterização da metodologia. Como conclusão dos resultados da fase de inventário de ciclo de vida verificou-se, para os dois sistemas de produto, grandes consumos de água e de recursos energéticos; bem como, elevadas emissões de dióxido de carbono, evidenciando potenciais de impactos ambientais. A partir dos resultados da fase de avaliação de impactos, concluiu-se que o aquecimento global e o esgotamento dos recursos energéticos foram os potenciais de impactos ambientais mais significativos para os sistemas de produto do nitrato de amônio e da uréia.

 

Livros e Publicações


Produção-e-Engenharia -capa

Revista Produção & Engenharia, v.01, n.01 (2008)

A Revista Eletrônica Produção e Engenharia foi criada em 2007, como resultado da evolução natural dos trabalhos e atividades desenvolvidos pelo Fórum Mineiro de Engenharia de Produção. A Revista tem como objetivo fomentar a disseminação de conhecimento em Engenharia de Produção, através da publicação de artigos que apresentem conceitos, metodologias … Leia Mais